Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Make

Não erre na maquiagem para pele negra
As mulheres negras estão mais empoderadas do que nunca e ganhando cada vez mais espaço na TV, nas mídias sociais e no nosso cotidiano, em diversas frentes. A atriz Sheron Menezes, que interpreta a personagem Gisele na novela Bom Sucesso, da TV Globo, as cantoras Iza, Ludmila e Gabi Amarantos, a apresentadora Karol Conka e a jornalista Maju Coutinho, são verdadeiros ícones dessa beleza forte que faz e acontece em diversos segmentos da sociedade. Nesse contexto de sucesso estrondoso ou simplesmente no nosso dia a dia, temos que considerar um fator essencial que ajuda (e muito!) a manter essa visibilidade e reconhecimento da beleza negra: uma bela maquiagem, que também pode ser um ponto a favor para uma entrevista de emprego, um encontro com o crush ou mesmo na hora da balada com as amigas. Tudo pede um make bem-feito, ainda que simples! Pode ser só uma pele uniforme e cílios alongados; ou a pele impecável com um batom lindo. Seja como for, o preparo da cútis é fundamental em qualquer estilo de maquiagem. Outra ideia para arrasar é unir pele, olhos e lábios divos na mesma maquiagem. Para nos ensinar e nos inspirar, a lindíssima youtuber Marisa Lopes (@blogmarisalopes) mostra como fazer uma maquiagem para pele negra com um resultado extremamente natural e bonito, sem parecer artificial. E, atenção, meninas: nada de truques para clarear a cútis – a questão aqui é justamente valorizar a cor natural da pele negra que, além de linda, representa uma parte expressiva da população feminina brasileira. Como escolher a base certa da maquiagem para pele negra Assim como para as mulheres de pele clara, o conflito de acertar o tom da base ronda também as negras na hora de comprar o produto certo. Isso acontece porque o resultado precisa ser muito natural, esse é o dilema, portanto a cor correta é aquela que mais se assemelha ao tom original da cútis, simples assim. *Para acertar na escolha da base para a maquiagem da pele negra, esqueça o dorso da mão, a parte interna do antebraço e todas as regiões amplamente sugeridas por aí. Faça o teste aplicando um pouquinho do produto no maxilar, assim você já analisa como ficará o tom da base onde ela será aplicada efetivamente, isto é, no rosto. “Teste sempre dois tons, um ao lado do outro, dessa forma é possível ver com clareza que uma das cores é mais indicada, por ser mais natural”, explica Marisa Lopes. *A youtuber é categórica quando o assunto é cor de fundo. “Base com tom rosado é melhor evitar nas peles negras, pois a tendência é deixar a cútis com uma cor acinzentada, o que não é legal para o resultado do make”, avisa ela. *Outro ponto importante: como a pele negra tem uma tendência a ter manchas com tons diferentes, por conta de mais ou menos concentração de melanina em determinadas áreas, o ideal é o uso de uma base de média a alta cobertura, de maneira que ela fique com uma cor homogênea. As versões de leve cobertura, geralmente não uniformizam o tom da cútis como deveriam, deixando alguns sinais em evidência na maquiagem para pele negra. Passo a passo da maquiagem para pele negra Com a pele uniforme e iluminada e um contorno impecável, basta aplicar um lip balm nos lábios, com uma cor levinha (ou nem tanto, depende da preferência de cada uma) e uma máscara poderosa para cílios. Pronto: cútis corrigida, rosto iluminado e com ar de saúde. “Esse é um look incrível para qualquer ocasião. Pode usar sem medo de errar”, sugere a youtuber Marisa Lopes, que a seguir ensina passo a passo todos os detalhes desta maquiagem para pele negra (veja o tutorial no final do post). Vamos lá!   Sobre a pele limpa, aplique um hidrantante. Agora passe um primer na zona T (testa, nariz e queixo) e espalhe indo do centro para fora do rosto, com um pincel duo fiber.   Com um pincel próprio, aplique uma base de média a alta cobertura em todo o rosto.    O corretivo pode ser aplicado também entre as sobrancelhas, em cima do “coração” do lábio superior e no queixo. Em seguida, espalhe com uma esponjinha para deixar o efeito bem fluido. Para fazer o contorno facial, aplique o pó mais escuro ona região que “circunda” as maçãs. Aplique com um pincel fofo com a ponta reta e espalhe com uma esponjinha. O que restar de produto, aplique no contorno da testa, indo de uma têmpora à outra, na região rente ao cabelo.   O pó matificante que sobrar na esponjinha, passe no ossinho do nariz, partindo da área entre as sobrancelhas. Selar a maquiagem faz com que ela dura em boas condições por mais tempo. Para evidenciar ainda mais o contorno, com um pincel de blush, aplique o mesmo pó mais escuro que a pele na área que circunda as maçãs do rosto e no contorno da testa.. Aplique o blush na região mais alta das maçãs – dê um sorrisinho e passe na área volumosa, tomando o cuidado de dar uma suave misturada com o produto aplicado para fazer o contorno. Para finalizar, passe camadas generosas de máscara preta nos cílios. Nos lábios, use um batom líquido claro com um fundo roxinho, se o make for para o dia. Caso seja para noite, ouse mais com os tons vermelhos e suas nuances ou um belíssimo batom marrom, bem harmônico com a tonalidade da pele.   10 dicas para arrasar no visual No caso da Marisa, ela usa um tom de base mais escuro, porque o seu rosto é mais claro do que o corpo, assim ela evita que haja uma diferença de tonalidades, especialmente em relação ao pescoço e colo, para não correr o risco de ficar deselegante. Para selar a pele é preciso testar alguns tons e tipos de pó. Marisa diz que, dependendo do pó translúcido, pode acontecer de deixar a cútis levemente esbranquiçada, o que na maquiagem para pele negra resulta em um efeito artificial, puxado para o acinzentado. Marisa utiliza um pó que tende para o amarelo, conhecido como pó banana. “Acho que supercombina com o tom da minha pele, mas cada uma tem que testar o que fica melhor para si”, aconselha ela. Não é legal passar o pó banana no rosto todo, pois pode ficar muito claro. Para selar o rosto prefiro um pó da cor da minha pele, assim não tem erro de refletir no flash ou de deixar o visual mais claro. É importante que a base seja aplicada antes do corretivo. “Ela retira toda a luz e o contorno naturais da pele e o corretivo traz isso de volta”, destaca Marisa. Contorno para a pele negra é muito difícil de ser encontrado, principalmente em pó que é o mais sutil e elegante. “Mas quem não conseguir encontrar, pode se jogar nos cremosos que tem boas opções no mercado”, frisa a youtuber. Marisa, particularmente, prefere uma pele matificada. Mas para quem curte um efeito glow, ela sugere deixar o pó de lado e usar uma base mais hidratante — quando for finalizar, espalhe uma bruma fixadora com brilho suave. “Produz um efeito lindo na pele”, garante a expert. Na maquiagem para pele negra, o blush ideal deve ter dois tons: um malva (que pode até puxar para o roxo) e um “larajinha”. O primeiro é mais indicado para makes elaborados, perfeitos para a noite. Já o blush laranja é ideal para dar aquele toque de saúde durante o dia. Os tons mais indicados de iluminador para a maquiagem da pele negra são o dourado e o bronze. Tudo o que sair dessas nuances pode não ter o efeito glow desejado. O batom ideal para as negras é o vermelho bem fechado e escuro, como o vinho, o roxo ou o marrom, que deixa um efeito nude chiquérrimo nos lábios. Nesta maquiagem para pele negra, Marisa optou por não maquiar o côncavo dos olhos, mas ela garante que qualquer cor de sombra combina com a pele negra: para o dia a dia, tons de laranja, amarelo ou um marrom clarinho caem bem. Já para a noite, ela sugere roxo, preto um marrom-escuro – tons que deixam os olhos mais marcados. “Um rosa também fica lindo”, afirma.   Animada para se transformar numa maquiadora de sucesso e arrasar com as amigas? Faça o curso de maquiagem profissional do Instituto Embelleze: é rápido, reconhecido internacionalmente e já capacitou mais de 2 milhões de alunos.
> Leia mais
Como aplicar (e tirar!) a henna na sobrancelha
As sobrancelhas são responsáveis pela expressão do olhar. Há quem vá mais longe e diga que elas são a moldura do rosto, pois trazem harmonia aos traços da face. De fato, elas têm grande peso no conjunto. Seja como for o formato das sobrancelhas — muito grossas, finas demais, com falhas, rebeldes... —, a questão é que para todos os problemas tem um jeito. As pestanas podem ser corrigidas com pinça, depilação com linha, maquiagem, entre outros métodos. No entanto, uma alternativa semipermanente que está bombando nos salões de beleza, é a henna na sobrancelha. Além de ser muito prática – dispensando o uso de maquiagens regulares no dia a dia –, proporciona um resultado é extremamente natural. “Isso porque o tom da henna pode ser criado conforme a cor da pele e dos cabelos da cliente. Hoje temos um leque de opções, henna orgânica, vegetal, natural. O mais importante é ficar a contento da cliente”, explica Rayssa Pryscilla de Nezio Silva, instrutora dos cursos de designer de sobrancelhas e de cílios do Instituto Embelleze, de João Pessoa (PB). A seguir, a especialista em beleza do olhar tira todas as dúvidas sobre o método. Como funciona a henna na sobrancelha? A técnica consiste em pintar as sobrancelhas com a velha e boa henna (sim, a mesma utilizada para colorir os cabelos). A coloração entre um fio e outro disfarça as falhas dos pelos; e o tingimento da pele potencializa o efeito, já que provoca uma ilusão de ótica de um arco mais cheio e vivo. Assim, levanta o olhar, realça os traços e deixa o rosto mais expressivo, de forma absolutamente natural. Lembrando que o método nada tem a ver com tatuagem definitiva, no qual outros recursos são utilizados e, por consequência, o efeito também é outro, digamos, um pouco mais forçado. Quem pode fazer henna na sobrancelha? O uso dessa técnica de coloração na sobrancelha praticamente não implica em nenhuma contraindicação. Todas as mulheres que desejam corrigir alguma falha, deixar o desenho mais alongado ou intensificar a tonalidade do arco podem lançar mão do método. A exceção fica para as grávidas, que devem se manter longe do recurso, por ser uma substância que contém chumbo na formulação.   Como se produz sobrancelhas de henna? “O preenchimento com o produto é utilizado para corrigir ou realçar os arcos, por isso não é recomendado aplicar a henna na sobrancelha antes do design, de definir o formato, já que a aplicação do pigmento acompanha o desenho, e por isso mesmo torna o resultado impecável”, destaca Raissa. A seguir, ela explica passo a passo como é feito o procedimento (assista o vídeo no final do post também). Antes, uma última dica da especialista: “É importante fazer o teste antialérgico para saber se a cliente tem alergia. Muitas pessoas têm e não sabem”. Passo 1 Desenhe o formato desejado da sobrancelha com um lápis de olho branco. Passo 2 Retire o excesso de pelos com uma pinça, com cuidado, sem deixar um só fio desalinhado. Passo 3 Coloque a henna em um pequeno frasco e, com um pincel fino, aplique com cautela e devagar, a tinta sobre a sobrancelha. Passo 4 Espere o tempo de ação da pigmentação do produto, de 40 a 50 minutos, para que a henna fixe bem na área aplicada. Passo 5 Retire o produto com um algodão umedecido com água. Dica preciosa para a cliente: no primeiro dia, evite lavar o rosto com sabonete, para aumentar a fixação do produto na pele.   Como tirar a henna da sobrancelha? “Caso a cliente não goste do desenho ou da tonalidade feitos com a aplicação de henna na sobrancelha, é possível fazer a remoção do pigmento com um removedor próprio para henna, de preferência da mesma marca da coloração”, sugere Raissa. Outras dicas para suavizar o tom dos arcos é esfregar uma bucha (com cuidado!) sobre a região durante o banho, lavar o rosto com água morna três vezes por dia ou aplicar creme hidratante na área, de quatro a cinco vezes ao dia. É preciso sempre muita delicadeza para essas ações, porque a área dos olhos é delicada e sensível. Quais são as dicas para um bom resultado da técnica de henna na sobrancelha? Ao pensar em fazer a técnica de pigmentação, não tenha dúvida, faça o procedimento sempre em um salão de beleza com um profissional habilitado. Se você é profissional, essa informação pode estar em destaque num cartaz no seu salão, de maneira que as clientes entendam que se trata de um método que é melhor não arriscar e fazer em casa. O produto pode durar de 15 a 30 dias, vai depender do estilo de vida de cada mulher, dos hábitos diários: se transpira muito, se pratica natação ou hidroginástica, se faz sauna, se toma mais de um banho por dia e por aí vai... Nas peles mais oleosas a henna tende a durar menos, porque a oleosidade não deixa que a aderência do produto na pele seja 100%; e nas peles mais secas, geralmente o efeito da henna na sobrancelha tem uma durabilidade maior. Existem hennas de diferentes tons e cores, portanto não tem por que deixar o efeito deselegante em relação ao tom da pele e do cabelo da cliente. Ok, sabemos que a ideia é justamente intensificar e dar um “toque mais vivo” aos arcos, mas mesmo que haja certa insistência por parte da cliente para uma coloração mais forte, cabe ao profissional de beleza explicar como fica a cor depois de pronta etc. Ver a cor do produto no frasco não quer dizer nada, o que vale aqui é saber (talvez vendo uma foto de alguém que tenha uma pele com as mesmas características) como fica o resultado da henna na sobrancelha. E esse bom senso cabe exclusivamente ao designer de sobrancelhas.
> Leia mais
Os melhores truques de maquiagem para disfarçar imperfeições
Toda mulher, ao se maquiar, quer se sentir mais bonita e jovem, além de exibir um rosto iluminado, com um tom de pele uniforme. E, claro, também quer disfarçar os pontos que desvalorizam a beleza, como olheiras escuras, testa grande, nariz largo, papada... Quando não trabalhados, ou da forma errada, podem colocar o visual a perder, por mais incrível que esteja o make. Para conseguir um efeito impecável, basta lançar mão de truques de maquiagem poderosos. A seguir, confira as dicas para disfarçar imperfeições. Problema  - Olheiras escuras De acordo com Stefany Barros Ribeiro, instrutora do Instituto Embelleze Goiânia-Campinas (GO), geralmente a região das olheiras tem, por natureza, três pigmentações: fundo de cor arroxeada/azulada, avermelhada ou amarronzada, dependendo do tom de pele de cada pessoa. Stefany conta que, nesse caso, o truque de maquiagem deve seguir os princípios da colorimetria. Para isso, basta usar o círculo cromático, ou seja, as cores complementares que estão opostas na circunferência cromática universal – elas conseguem se anular quando colocadas juntas. Solução – “Para disfarçar o tom arroxeado da pálpebra inferior, a cor ideal do corretivo é o amarelo; e se a olheira tiver uma tonalidade azulada, o produto ideal para corrigir deve ser laranja, puxando para o coral”, explica a professora. “Para as peles morenas, o corretivo mais indicado é o laranja ou o salmão”, ensina Stefany. Na prática: o certo é usar o corretivo antes da base para já neutralizar o tom da cútis. Depois, aplique a base e, na sequência, siga o processo normal de preparação da pele. Anote outros truques preciosos... Finalize com um corretivo natural. Mesmo tendo disfarçado a cor da olheira com o corretivo colorido, passe a base, finalize a correção da pele aplicando um pingo de corretivo da cor exata da sua pele e espalhe dando leves batidinhas com o dedo. Mas não arraste o produto, deposite-o dando as batidinhas para garantir um efeito mais natural e duradouro, em direção à raiz dos cílios e ao ossinho das maçãs do rosto. Prefira a versão líquida dos corretivos. Os cremosos e em bastão geralmente têm uma consistência mais grossa que tende a deixar as linhas de expressão ainda mais evidentes, tendo efeito contrário, já que a ideia é disfarçar os sinais. Super truque de maquiagem, não é mesmo? Para saber a quantidade certa de produto. Aplique o corretivo aos poucos e vá observando o resultado da camuflagem, se a região continuar destoando do tom do rosto, siga em frente e adicione mais um pouquinho, sempre com cuidado para não extrapolar na quantidade. No caso de notar a região muito marcada, vá com calma e se for preciso retire levemente um pouco do produto, pois isso indica que a cobertura está exagerada. Pó translúcido para finalizar. Dê uma selada na cobertura com pó translúcido solto sem cor, aplicado com um pincel pequeno e fofo (depois de tocar o pó com o pincel, retire o excesso de produto na palma dão mão antes de levá-lo ao rosto para evitar exageros, aplique na região das olheiras e maçãs do rosto). Esse truque de maquiagem além de deixar o resultado mais natural garante um efeito duradouro, sem precisar de retoques.   Problema - Papada O volume embaixo do queixo pode ser hereditário ou consequência de ganho de peso. Seja qual for a origem, sim, é possível tornar essa região menos visível só com truques de maquiagem. Solução – “O disfarce mais indicado é um contorno com pó ou base com dois tons mais escuros que a cor da pele. Utilizando um pincel próprio para esses produtos, realce a linha da mandíbula fazendo um contorno de orelha a orelha, caprichando embaixo do queixo”, ensina Stefany. O truque de maquiagem disfarça bem o volume excessivo da região. Ah, não se esqueça de finalizar esse efeito com um pó compacto ou translúcido (conforme sua preferência) da cor da sua pele para dar o acabamento natural.   Problema  - Manchas Elas podem ser crônicas, como o melasma (escuras e geralmente na testa, nas bochechas e no buço); tipo rosácea, uma disfunção de melanina que deixa a tez com um tom rosado; ou temporárias, como espinhas, cravos e cicatrizes recentes de acne. Solução – O truque de maquiagem para a camuflagem das manchas segue o mesmo princípio do disfarce das olheiras: neutralizá-las com o corretivo certo. Sendo assim, o primeiro passo é identificar o tipo de mancha. Manchas avermelhadas (rosácea, espinhas) - Podem ser escondidas com um corretivo verde. Manchas arroxeadas (hematomas ou vasinhos aparentes) - São amenizadas com corretivo amarelo. Manchas marrom (melasma) - A cor-chave do corretivo para disfarçar é o amarelo. Manchas amareladas (origem diversa) – Neutralize com corretivo lilás. Manchas acinzentadas (processos cicatrizantes) – Podem ser camufladas com corretivo na cor salmão, que funciona divinamente nas peles claras. Nas peles mais morenas e negras, o mesmo problema pode ser disfarçado com um corretivo salmão intenso, puxando para o laranja.   Pele uniforme e luminosa Depois de aplicar o corretivo ideal, use uma base no rosto inteiro. Em seguida, por cima de cada mancha camuflada, coloque um pingo de corretivo da cor exata da pele (com a ponta do dedo, em leves batidinhas). Isso vai uniformizar ainda mais o tom da cútis. Para dar o acabamento, sele todas essas camadas de base e corretivo com um pó translúcido solto, transparente, que precisa ser espalhado suavemente com um pincel bem fofo. O top maquiador Marcos Costa (SP) tem um truque de maquiagem superútil para evitar o excesso de produtos corretivos de pele. “Se alguém elogiar sua base, corra e lave o rosto! O que tem de aparecer é o resultado sutil da maquiagem bem-feita e não o produto”, enfatiza o expert.   Problema - Rugas Esse é o terror de nove entre dez mulheres. As rugas pesam o semblante e são (sim!) sinônimo de uma aparência envelhecida. Mas como para tudo tem um jeito, a dica de ouro aqui é evitar o exagero de make e optar por texturas leves; caso contrário, base e corretivo ficarão acumulados nos vincos realçando ainda mais o problema. Socorro, nem pensar! Solução – “Evite alguns tipos de produtos, como bases muito secas e de alta cobertura. Cosméticos mais emolientes, que trazem sensação de hidratação e com cobertura (textura fluida), são os mais indicados. Um leve efeito cintilante também ajuda a disfarçar os sinais pela ilusão de ótica que promove”, pontua Stefany, do Instituto Embelleze. “Para selar a pele, escolha um pó solto (jamais um pó compacto), pois ele é fino e favorece um acabamento mais leve”, ensina Stefany, que também enfatiza a importância da hidratação da pele, tanto no dia a dia quanto um pouquinho antes de começar o make. “Quem tem mais linhas de expressão, geralmente possui a pele seca e sem viço e mantê-la hidratada pode amenizar essa característica”, justifica a expert.    Problema - Rosto largo, bochechas grandes, testa grande ou nariz “batatinha”. Todas essas regiões têm uma característica em comum: formação óssea proeminente. De acordo com a instrutora do Instituto Embelleze Goiânia-Campinas, o truque de maquiagem para disfarçá-las e tornar o rosto mais harmônico é trabalhar o contorno dessas áreas com pó compacto ou base com dois tons mais escuros que a cor natural da pele. Solução – “Geralmente o rosto largo tem a mesma proporção entre as laterais da testa e a mandíbula, nesse caso aplicamos o contorno nessas extremidades para disfarçar o desenho largo e quadrado. Para amenizar o volume das bochechas, o contorno deve ser aplicado na cavidade baixa das maçãs em direção à linha da boca, o que dá profundidade à região e, assim, disfarça o problema”, entrega Stefany. Já a testa grande é facilmente suavizada com este truque de maquiagem: faça o contorno mais escuro nas têmporas e laterais da testa em direção ao cabelo – tudo muito sutil. O “nariz batatinha” pode parecer mais arrebitado e fino, aplicando o pó escuro nas laterais, com um pincel de sombra, indo desde o canto interno da sobrancelha até a base da narina. Para afinar o nariz inteiro, é só passar o pó escuro também na pontinha do nariz e esfumar bem. Feito isso, aplique um iluminador na linha central (ossinho) do nariz, mais ou menos do meio até a ponta. Agora que você já virou uma expert nesses truques de maquiagem, que tal aprimorar a sua habilidade num curso de maquiagem profissional? Você pode usar os seus conhecimentos em você mesma, nas amigas, como empreendedora e dona do próprio negócio de maquiagem! Informe-se sobre a capacitação em uma das unidades do Instituto Embelleze, que tem várias histórias de sucesso — uma delas pode ser a sua!
> Leia mais
Strobing passo a passo
Depois do sucesso do make de contorno, disseminado pela estrela Kim Kardashian, as famosas estão in love com o método strobing. Isso porque em vez de disfarçar as imperfeições, ele realça os pontos altos do rosto, proporcionando um aspecto menos artificial. Basicamente, a diferença entre eles é a seguinte: no contorno são usados pó bronzeador ou blush marrom (na testa e nas laterais das bochechas, do nariz e do queixo) para afinar o rosto; no strobing, áreas proeminentes da face, como a parte alta das maçãs, são destacadas com iluminadores. A origem da palavra vem de strobe, que é aquela luz tipo flash de balada. No strobing, a ideia é criar pontos de luz na face, deixando a pele iluminada e com aspecto glow (brilhante, viçosa). No strobing você deve iluminar áreas como têmporas, parte alta das maçãs, canto interno dos olhos, o V (ou arco do cupido) dos lábios, queixo e ponta do nariz. Modelos e celebridades do mundo todo não abrem mão mais do efeito chique que o strobing dá ao visual. Quer copiar? Então siga as dicas e assista ao vídeo tutorial realizado pela professora do curso de maquiagem Francine Dahmer, do Instituto Embelleze Curitiba Centro (PR). Efeito natural O maior segredo para o strobing ficar com o brilho na medida certa, resultando num aspecto glow natural, é usar pouco produto iluminador. Comece sempre com menos e vá acrescentando a quantidade conforme a necessidade. Outra dica é esfumar bem o produto para que o look fique impecável!  Você pode usar... Pincel para blush ou pó – Mas como ele é volumoso e grande, pegue bem pouco iluminador e aplique suavemente. Duo fiber – Perfeito para aplicar iluminador em creme, já que garante acabamento leve. Pincel de esfumar – É o mais indicado para proporcionar uma pele naturalmente iluminada. Pincel em leque – Permite uma finalização perfeita. Iluminador ideal Em geral, o seu tipo de pele é que vai determinar a escolha do iluminador. O produto em pó é recomendado para strobing em peles oleosas, enquanto o líquido e o cremoso se adapta bem em peles secas ou mistas. Tonalidade certa Quando o strobing foi lançado ele era feito apenas com o iluminador perolado. Conforme a tendência foi se firmando e conquistando mais adeptas, os produtos foram ganhando novos pigmentos para oferecer um acabamento mais natural a todo tipo de pele. Os iluminadores dourados ou bronzer são a melhor opção para peles morenas. Os iluminadores com pigmento rosado se adaptam bem nas peles negras. Os iluminadores em tom champanhe, pêssego e perolado dão um efeito glow lindo às peles claras.   Anotou as dicas? Então agora siga o vídeo tutorial com a expert Francine Dahmer, do Instituto Embelleze.
> Leia mais
Anterior
Próximo
1 / 6
Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!
Copyright © 2019 · Todos Direitos Reservados