Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Depilação

12 coisas para não fazer na DEPILAÇÃO NO VERÃO
Basta a temperatura aumentar para o corpo ficar mais à mostra – o que exige pele lisinha, sem pelos. O lado bom é que cresce também a procura por profissionais de depilação. O lado preocupante é que o procedimento inadequado e/ou a falta de cuidados do cliente podem comprometer o visual. É que no verão, justamente por causa da exposição solar, a pele fica mais sensível. Os raios ultravioletas tendem a provocar ressecamento e inflamação dos tecidos, tornando a cútis um ambiente desfavorável para uma nova agressão. A depilação feita com a cera imprópria e na hora errada pode se transformar nesse vilão, sabia? Confira quais são as atitudes que você, profissional, precisa tomar e as dicas que deve recomendar para os clientes. A melhor cera depilatória Prefira trabalhar com a cera para pele sensível, à base de aloe vera, que é mais hidratante. Cuidado com a cera muito quente: além de queimar a pele, ainda provoca uma hiperpigmentação no local, o que resulta numa área escura. E tudo o que você não quer é uma mancha, certo? O uso de cera caseira feita com limão é proibido, pois se a pele não for higienizada corretamente depois da depilação e o cliente se expuser ao sol em seguida, vai ficar com manchas escuras. Quando se depilar Bem, você já sabe que o sol sensibiliza a pele, assim como a depilação. “No ato da extração dos pelos, a cera retira as células mortas que estão nas camadas superficiais da pele, atuando como uma esfoliação e, para não irritar a cútis, o ideal é programar a depilação”, explica Marcela Figueira, coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze Jaboatão, no Ceará, e instrutora de depilação. Anote as boas práticas: O ideal é se depilar 24 horas antes ou 24 horas depois da exposição ao sol. “No caso de pegar sol antes, a cera pode causar machucados e queimaduras; se a exposição solar for depois da depilação, a cera pode provocar manchas”, diz Marcela. Não é aconselhável entrar na piscina depois da depilação, mesmo que ela seja coberta. “A água clorada pode desencadear uma reação alérgica, já que a pele estará mais sensível”, lembra a coordenadora pedagógica.   Foto: Shutterstock 12 coisas para não fazer na depilação no verão Antes do procedimento 1. Não se esqueça de hidratar a pele frequentemente. A hidratação aumenta a elasticidade dérmica facilitando a remoção dos pelos e a derme ressecada é mais suscetível a manchas. Só não use o produto no dia da depilação. 2. Não se depile se estiver se submetendo a algum tratamento com ácidos, pois eles fragilizam a cútis. 3. Não aplique, no dia da depilação, óleos ou cremes e loções formulados com álcool para não irritar a pele. 4. Não extraia os pelos de áreas machucadas ou irritadas. 5. Não depile se os pelos estiverem descoloridos. É que por causa da química do descolorante eles ficam mais frágeis e, por isso, há grandes chances de não serem removidos desde a raiz, encravando depois. Depois do procedimento 6. Não use bronzeador. “Ele pode ser perigoso, porque como a depilação faz uma esfoliação ela acaba removendo a pigmentação superficial da pele. Já reparou que a área fica mais clara quando depilada? Assim, ao passar o bronzeador, o produto pode ativar a melanina da área mais sensível, fazendo com que ela fique manchada”, alerta Marcela. 7. Não sufoque a pele! Deixe-a respirar, portanto, não aplique produtos à base de álcool para não sensibilizá-la. Dê algumas horas para investir em uma loção hidratante. 8. Não use óleos que tampam os poros e favorecem o encravamento do cabelo. 9. Não vista roupa apertada para não abafar a região e provocar irritação ou abafamento dos poros. 10. Não esqueça de aplicar protetor solar FPS 30 na cútis para evitar manchas. E use um produto que você já testou para não correr o risco de alergias. 11. Não caia em água quente depois da depilação — banho de chuveiro, piscina, ofurô —, porque irrita a pele. 12. Não deixe de higienizar bem a derme com um sabonete neutro e água fria para eliminar qualquer resíduo de cera. O pelo encravou? O pelo encrava quando ele tem dificuldade de atravessar todas as camadas da pele e, assim, sair pelo poro. O fio de cabelo acaba se curvando e ficando dentro da pele. Há pessoas com tendência a pelo encravado, pelo fio ser naturalmente curvo, ou porque a camada superficial da derme é mais grossa, o que dificulta a saída do pelo. A depilação realizada de forma errada, sem a técnica correta, também provoca o encravamento. Como evitar - Para diminuir a incidência do problema, ou até se livrar dele por completo, faça assim: Esfolie a pele regularmente, uma vez por semana ou a cada 15 dias, até três dias antes da depilação com cera. O afinamento da superfície da pele facilita a saída do pelo. Hidrate-se diariamente para manter a pele saudável e facilitar a extração do pelo. Evite usar roupas apertadas após a depilação para a pele respirar à vontade. Não aplique óleos ou cremes oleosos depois da depilação para não bloquear os poros. Como combater - Antes de ficar cutucando a pele para desobstruir os poros, o que acaba machucando e causando lesões, siga estes passos: Se o pelo encravou, a melhor maneira de retirá-lo é afinando a pele e liberando o poro. Com cuidado, raspe a área com lâmina de barbear. No caso de inchaço, dor e vermelhidão no local, o mais indicado é procurar orientação de um profissional, que tem os recursos mais adequados para o tratamento.   Foto: Shutterstock Alternativa à cera depilatória A coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze dá uma dica perfeita para quem deseja tirar os pelos de regiões pequenas, como o buço: “Aposte na depilação com linha. Esse método é perfeito para pele sensível, já que não utiliza química e nem oferece riscos de alergias ou queimaduras. Outra vantagem é que evita manchas”.  E atenção: um trabalho bem feito deve ser realizado com produtos registrados pela ANVISA e executado por um profissional da área capacitado, como são as pessoas que se formam no curso de depilação do Instituto Embelleze. Agora que você já sabe de todas essas dicas é só seguir e aproveitar o verão com uma pele mais saudável e bonita!
> Leia mais
APRENDA A FAZER DEPILAÇÃO COM LINHA
Há quem diga que muita coisa no universo da beleza é feita só por vaidade, e outras por pura necessidade. Na verdade, no âmbito profissional, a gente entende que tudo o que faz o cliente feliz e melhora a sensação de bem-estar é necessário. No entanto, depilação é, sem dúvida, um caso de necessidade, principalmente para as mulheres. Já entre os homens, tem sido cada vez mais apreciada como forma de higiene, facilidade para praticar esportes e também para melhorar a estética. Mas, como tudo na vida, podemos pegar diferentes caminhos para chegar ao mesmo resultado. A técnica mais conhecida na depilação é a cera quente, por ser a mais antiga e utilizada até hoje. Porém, existem muitas outras formas de depilar, como a depilação com cera fria, a laser, fotodepilação e a depilação com linha (também conhecida como depilação com fio, threading, depilação egípcia ou iraquiana).  Vantagem da depilação com linha Com essa técnica, aplicada com linha de algodão, seda ou poliéster par não machucar ou irritar a pele, é possível remover os pelos desde a raiz, pois eles são retirados um a um e demoram mais para crescer. É também um dos métodos de depilação mais natural, com menor índice de alergias e vermelhidão. Além disso, é rápido, de baixo custo e ideal para a remoção da penugem fininha do rosto. Como fazer depilação com linha Use uma linha branca para facilitar a visualização dos pelos removidos. Limpe bem a região que será depilada e polvilhe com talco. Isso ajuda a diminuir a oleosidade e torna os pelos mais visíveis. Você vai precisar de 40 a 50 cm de linha. Em seguida, é preciso unir as duas pontas por dois ou três nós para não soltar. Na sequência, faça um triângulo com a linha, posicionando três dedos de cada lado. Agora, torça a linha formando um oito (cruze de cinco a 10 vezes) e coloque a parte da linha torcida sobre a pele. Abrindo e fechando, deslize rapidamente no sentido contrário ao nascimento do pelo. Prontinho! Após a retirada dos pelos, utilize um hidratante para deixar a pele mais macia e hidratada. Achou difícil? No curso de Depilação Profissional do Instituto Embelleze você aprende o método passo a passo e muito mais para ser uma expert.  
> Leia mais
CUIDADOS PRÉ E PÓS-DEPILAÇÃO
Embora a depilação seja uma prática adotada por muitas mulheres em todas as estações, é quando o sol esquenta que ela é mais lembrada e procurada. Detalhe: por homens também! Eles estão depilando várias áreas do corpo, como tórax, barba, barriga, pernas... O fato é que tem muita gente querendo ficar linda e preparada para curtir o verão. E o problema pode ser justamente esse: há quem procura a depilação profissional somente nesse período e, pela falta de costume, acaba prejudicando a pele. Para não correr o risco, preste atenção nestes cuidados pré e pós depilação. Pré-depilação Antes de tudo, é preciso escolher a técnica que irá utilizar. Pensando na depilação mais comum, com cera quente ou fria, o ideal é não hidratar a pele antes. O uso de óleo ou hidratante pode dificultar a retirada dos pelos por amolecê-los demais. Verifique sempre se o profissional está utilizando produtos descartáveis para a aplicação da cera, como luvas, pinças e a própria cera. Se a pele estiver machucada, com rachaduras, manchas ou assaduras, evite a depilação. A cera pode aumentar os ferimentos e os riscos de inflamação. Pelos descoloridos são mais frágeis e estão propensos a quebrar durante a retirada.Se a pele estiver sendo tratada com ácido, é preciso suspender o uso por, no mínimo, sete dias antes da remoção dos pelos. Pós-depilação Assim como o período pré depilação, não é recomendado utilizar óleos ou hidratantes após o procedimento. Nesse momento, os poros ainda estão abertos e os produtos aplicados na pele podem causar irritação ou até mesmo inflamação. Se a área depilada for a axila, evite o uso de desodorante com álcool para não irritar a pele.Caso haja exposição ao sol, é necessário a aplicação de protetor solar para evitar queimaduras e manchas na pele, que pode estar lesionada. Porém, o indicado é que a pele depilada só seja exposta ao sol após 48h. Evite o uso de roupas apertadas ou tecidos pesados, como jeans, após a depilação. Quanto mais leve e confortável for a roupa, mais rápido os poros irão se fechar e evita-se que a pele fique irritada, manchada ou que crie fungos. Para afastar o tão conhecido problema da foliculite, indicamos o uso de esfoliantes quando os pelos começarem a crescer, evitando que eles encravem.É claro que pele sensível requer mais cuidados especiais e precisa ser analisada por um profissional antes da depilação. O importante é que tudo seja feito com cuidado, higiene e segurança para garantir uma pele lisinha, saudável e prontinha para arrasar no verão.Conheça também a depilação com linha! Quer aprender mais dicas como essas? É só dar uma olhadinha no curso de Depilação Profissional do Instituto Embelleze
> Leia mais
Anterior
Próximo
1 / 1
Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!
Copyright © 2019 · Todos Direitos Reservados