Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Shutterstock

5 dicas de marketing para cabeleireiros

A propaganda é a alma do negócio. Então aprenda a divulgar os seus serviços e ser um profissional de sucesso com estas 5 dicas de marketing para cabeleireiros

Diante de um mercado de trabalho cada vez mais acirrado, precisamos ter um diferencial e nos comunicar com o cliente. Geralmente, o profissional capacitado e atualizado, que acredita no seu potencial e zela pela qualidade do seu serviço vai tirar de letra as dicas que daremos aqui. E, então, está pronto para começar?

1- Você precisa ter total conhecimento do mercado em que atua

Ou seja, antes de mais nada, precisa compreender as necessidades do público, estar atento às tendências, aos estilos, técnicas e novas possibilidades que estão sendo desenvolvidas. Nunca, em hipótese alguma, se acomode no que já aprendeu. Não ouse pensar que o conhecimento que possui é mais do que suficiente. Invista sempre em sua qualificação profissional.

2- Divulgue o seu trabalho sem cessar

Não tenha vergonha, aproveite todas as oportunidades para entregar folhetos, colocar faixas com promoções de cortes ou penteados e distribuir seus cartões de visita. Escolha um dia para fazer uma promoção especial e mande convite para seus clientes. As promoções costumam ser muito bem recebidas, desde que os serviços prestados não sejam diminuídos na sua qualidade por conta do preço. Neste momento, você só está interessado em divulgar o seu trabalho com competência e excelência, o resto é consequência.

3- Invista também nas redes sociais e conecte-se com seus clientes por meio de posts

Essa divulgação costuma ser muito bem aceita porque hoje em dia as pessoas utilizam muito a internet para se relacionar. Crie um grupo no Facebook, monte um site, promova a sua Fan Page e procure uma forma de ser lembrado mesmo que você não esteja de corpo presente.

4- Faça network

Essa dica é muito importante também. Relacionar-se é uma das melhores formas de sermos lembrados. Esteja no maior número de eventos que puder. Com o tempo, você será lembrado e requerido, só precisa de um tempo para tornar a sua marca forte. Mas, não se engane: a sua marca corresponde àquilo que você é e faz. Por isso, seja primoroso e trabalhe com responsabilidade.

5- Conheça o seu público

Pare e pense: quando algo ou alguém nos é muito valioso, o que queremos é conhecê-lo cada vez mais e melhor, não é mesmo? Por isso, trabalhar pela satisfação dos clientes é algo que faremos sem medidas. E como isso pode ser feito? Conhecendo seus gostos, necessidades e desejos. A partir daí, você terá todo suporte para trabalhar, saberá que tipo de serviço oferecer, levando em conta o poder aquisitivo desse público e suas condições de vida. Seja sempre amistoso, cuide para que este cliente fique à vontade no seu salão. Posteriormente, ele mesmo fará para você o marketing mais antigo, que é a boa e velha indicação boca a boca. Se ele sair feliz e satisfeito do seu salão, ele certamente voltará, mas não sozinho, trará um acompanhante para usufruir também de seus serviços e bom atendimento.

No curso de Gestão de Salões de Beleza você aprenderá sobre marketing e muito mais! 

Tags

marketing para cabeleireiros, marketing salão de beleza, profissional da beleza, mercado de trabalho, renda mensal, instituto embelleze

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Curso de manicure: alongamento de unhas, uma oportunidade de negócio
Mais que um toque de vaidade na aparência, o alongamento de unhas é uma grande oportunidade de negócio! “É impossível não perceber que o método é uma das tendências-desejo entre as mulheres e, por consequência, um forte nicho de mercado, com clientes assíduos e ávidos por novidades”, destaca Claythianne Ferreira de Souza, instrutora do Instituto Embelleze de Petrolina (PE). Um indicador desse movimento do mercado é que produtos e técnicas para alongamento de unhas continuam em pleno crescimento em 2019 e 2020. O período de 2018 já foi bem forte nesse segmento, tanto com os géis híbridos ou poli-acrílicos, como com os métodos em pó, que foram os responsáveis pelo crescimento disparado da categoria no ano anterior, em 2017. Hoje, já se sabe que os sistemas em pó acabaram se concentrando nos Estados Unidos, com baixa penetração em outras regiões do mundo, mas a demanda por géis poli-acrílicos conquistou o mercado global, sem restrições. Além das versões em gel, que ganharam destaque em 2018, neste ano outros dois tipos de alongamento de unhas conquistaram o mercado: o de porcelana e o de fibra, o que na prática significa que o setor de manicure pode lucrar muito mais, levando o profissional que já está no ramo a dobrar a renda mensal. Ainda não está na área? Então invista já na profissão especialista em unhas para alçar voos seguros! Esse profissional é apto a realizar os tradicionais serviços de manicure e pedicure, mais unhas artísticas e alongamento de unhas. Os materiais de trabalho para alongamento de unhas são fáceis de encontrar no Brasil, pois hoje já existem alguns bons fornecedores. Não faltam tendências para agradar Apesar de não ser algo novo, a vasta publicação de fotos com bons resultados em alongamento de unhas no Pinterest, Facebook e Instagram, favoreceu o grande crescimento desse mercado, que hoje conta com diversas técnicas e um público apaixonado por novidades. Inicialmente, as queridinhas eram as unhas de gel e porcelana, mas com a evolução do mercado, a fibra de vidro e a unha acrílica também chegaram com tudo. E, assim, as mais variadas tendências ganharam destaque com formatos excêntricos (mandorla, almond, stiletto, dragon, pipe...) e caíram no gosto das consumidoras. Já viu que não faltam métodos, materiais e estilos para agradar a todas as mulheres, não é mesmo? É preciso investir em conhecimento específico O mercado da beleza está sempre evoluindo e crescendo, o segredo é acompanhar os nichos promissores e apostar – há uma enorme abrangência e lucratividade. Portanto, fazer um curso profissionalizante de manicure com especialização em alongamento de unhas é uma ótima opção para quem busca uma oportunidade de ter uma renda extra ou até mesmo a independência financeira de que tanto precisa. A atividade é relativamente simples de exercer.   Claythianne Ferreira de Souza explica que a primeira iniciativa é se jogar em um curso básico de manicure para entender sobre a estrutura e a anatomia da unha. “O segundo passo é fazer uma especialização e investir em capacitação específica de alongamento de unhas, para aprender, dentre outras coisas, como modelar os vários formatos, como fazer a cutilagem russa (aquela que usar uma tesourinha especial) ou com motor, e muitas outras técnicas disponíveis no mercado”, pontua ela. No curso de manicure o aluno sai pronto para atender No curso profissionalizante de manicure do Instituto Embelleze você aprende sobre a estrutura da unha, os métodos de embelezamento, as principais doenças possíveis de se contrair, além de tendências de moda e muito mais. “Já o curso de especialização em alongamento de unhas, permite ao aluno construir uma nova unha usando materiais com diferentes técnicas. Dentre os métodos utilizados tem a estrutura acrílica, o sistema gel e a fibra de vidro”, declara Claythianne Ferreira. Uma das principais dúvidas dos futuros profissionais que vão trabalhar na área de manicure, tanto mulheres quanto homens, é se ao final do curso o aluno sai apto a fazer alongamento de unhas. A resposta é sim! “O aluno sai pronto para começar a atender seus clientes. Essa é uma das grandes vantagens de cursos profissionalizantes que promovem uma aprendizagem prática. Ao fim do curso o aluno já pode ganhar seu próprio dinheiro trabalhando com segurança e excelência, que são prioridades na formação do Instituto Embelleze”, afirma a instrutora do curso de Pernambuco. Para você ter uma ideia, veja abaixo a tabela de ganhos de um profissional de alongamento de unhas comparado a um trabalhador comum. E você, quer entrar no mercado de alongamento de unhas? Então é fundamental se capacitar. Se você tem talento e vontade, aperfeiçoar suas habilidades é imprescindível para se dar bem nesse segmento que tem cada vez mais clientes exigentes. Invista em cursos profissionalizantes, pois manter-se atualizado com técnicas e matérias-primas e preparado para exercer a atividade é primordial para acompanhar as tendências e garantir que o consumidor fique satisfeito. Além disso, uma das principais vantagens de fazer um curso específico sobre alongamento de unhas é a rapidez para entrar no mercado e ter o retorno do seu investimento. Cada vez mais existe a necessidade de profissionais que ofereçam serviços diferenciados e específicos. E aí, você está esperando o quê? Aposte nessa tendência e venha ser um profissional de sucesso! Conte para nós o que você acha dessas tendências e se você já está nesse mercado! Deixa aqui seu comentário!  
> Leia mais
Embelleze: 50 anos acreditando no poder de transformação da beleza feminina
Fundada no dia 8 de março de 1969, a Embelleze é fruto do conhecimento de que somente será possível construir um mundo melhor através do olhar feminino. E há 50 anos ela ajuda mulheres a revelar sua beleza e transformar vidas. O idealizador, Itamar Serpa Fernandes, brasileiro, deu seus primeiros passos rumo ao universo da beauté depois de trabalhar numa empresa como químico responsável. Com vontade de fazer a diferença, ele se dedica a estudos e pesquisas e desenvolve uma fórmula revolucionária para alisar o cabelo — o Henê —, um sucesso que deu origem à marca Embelleze e perdura até hoje. Acreditando que por meio do aprendizado e do conhecimento é possível alcançar nossos sonhos, Itamar Serpa também criou o Instituto Embelleze, em 1998, maior escola de beleza da América Latina com mais de 350 franquias por todo o Brasil e mais de 2 milhões de alunos capacitados em diversos ramos da estética: cabelo, maquiagem, design de sobrancelha, depilação, barbearia, manicure e pedicure... Confira na linha do tempo a seguir o que a trajetória brilhante da Embelleze e seus produtos lançados têm a ver com o comportamento feminino das últimas cinco décadas! 1969 – Cabelo liso é desejo The Supremes, com Diana Ross ao centro A saga pelo cabelo liso começa bem antes dos anos 60, mais precisamente em 1930. Porém, as mulheres da época não contavam com produtos químicos para alisar — elas tinham que fazer de forma mecânica, usando um ferro aquecido em fogo. Somente em 1950 surgem as substâncias químicas e o primeiro cosmético comercializado nos Estados Unidos é à base de soda cáustica. A novidade chega ao Brasil só final da década. O boom do alisamento aconteceu mesmo nos anos 60. As responsáveis foram as mulheres com cabelos afro e crespos, imbuídas pelo desejo de entrar no padrão de beleza ideal, ou seja, cabelo liso. As influenciadoras da época eram as integrantes da banda The Supremes, como Diana Ross.  Em 1969, no Brasil, a Embelleze atende ao sonho das mulheres com o lançamento do Henê, um produto que alisa e tinge. 1970 – Black power Zendaya Coleman num revival do black power Tempo da expressão máxima da liberdade, a geração paz e amor não quer se prender a padrões e coloca o cabelo natural, por vezes despenteado, na moda. Um exemplo? A icônica Janes Joplin. A versão mais fashion dessa cabeleira vem com a atriz norte-americana Farrah Fawcett, do seriado As Panteras: longo cortado em camadas. Mas o movimento hippie também põe o black power em cena, como usava o grupo Jackson 5. Para cuidar dos longos cabelos (visual adotado tanto por mulheres quanto por homens, que lutavam por igualdade de direitos), só muito creme hidratante, como o Creme Mocotó, lançado pela Embelleze em 1972. Janis Joplin e Farrah Fawcett     1980 – Cacheado ou relaxado  Madonna No início dos 80 o cabelo com volume e encaracolado ainda ditava moda. A cantora Madonna era a perfeita representante do look, que tinha uma certa conotação de rebeldia. Foi quando voltou com força a onda da permanente para cachear as lisas. Por outro lado, sob a influência do culto ao corpo e da estética perfeita comandada pelas academias de ginástica, começam a aparecer técnicas de alisamento dos fios. Produtos menos agressivos, que propunham um relaxamento de ondas, fazem sucesso absurdo. Em 1984, a Embelleze inova com a marca Hairlife, com itens para alisar ou relaxar.   1990 – Liso, colorido, cheio de estilo Naomi Campbell A era das academias traz para os anos 90 uma busca desenfreada pelo padrão de beleza ideal. As supermodelos da época — Cindy Crawford, Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Linda Evangelista e Kate Moss —, todas magras, belas e lisas, despertam nas mulheres o desejo de serem iguais. A febre do cabelo chapado toma conta até das famosas, como a apresentadora Fátima Bernardes e a atriz Malu Mader, que se rendem ao famoso alisamento japonês da época. Sem dúvida, uma legião de mulheres reais as seguiu! Porém, a substância tioglicolato de amônio, usada no processo, era muito agressiva para a saúde dos fios, além de deixar um resultado artificial. Para combater os danos, Embelleze inova e traz para o mercado a linha Novex, com cremes de tratamento à base de frutas. E, em 1992, cria o primeiro alisamento brasileiro à base de guanidina, o Amacihair. Ao contrário do tioglicolato, que desestrutura a fibra capilar podendo tanto alisar quanto enrolar os fios, a guanidina alinha a fibra e reduz o volume, proporcionando apenas o seu relaxamento — com um efeito mais natural. Linda Evangelista A década de 1990 ainda é marcada por mulheres que estão em busca de aceitação e, para isso, escolhem passar por transformações que valorizem a beleza e elevem a autoestima. Para alcançar a perfeição, além de modificar a estrutura do cabelo, as mulheres também passam a mudar a cor dos fios. As tinturas não são mais vistas apenas como artifício para cobrir brancos, mas como acessório de moda. A marca Embelleze, sempre com um olhar feminino, aumenta o seu portfólio de cuidados com o cabelo e lança o segmento de coloração com Natucor e Maxton. No final dos anos 90, Embelleze encoraja a mulher em seu processo de renovação, mostrando que é possível ficar ainda melhor, com participações em quadros de transformação de visual, como no Programa da Xuxa e no inesquecível Dia de Princesa, de Netinho de Paula.     1998 – Pura inspiração Curso de Cabeleireiro do Instituto Embelleze Para a Embelleze, a transformação feminina poderia ir além da renovação da própria beleza. Então, em 1998, a empresa cria um modelo educacional de formação de profissionais capacitados na arte de embelezar: o Instituto Embelleze.  Assim, as mulheres também poderiam provocar um processo de transformação na vida dos outros. O projeto deu tão certo que ao longo de sua existência já formou mais de 2 milhões de alunos, é sucesso de franquias com mais de 350 no Brasil e duas no exterior (Equador e Flórida). A criação do Instituto Embelleze para a época foi de extrema importância, especialmente para as mulheres, pois na década de 90 o mercado de trabalho brasileiro passou por reestruturações para se tornar mais moderno e racional e, com isso, o trabalho assalariado perde espaço para atividades terceirizadas. A mulher se encontra num cenário informal e tem na capacitação profissional uma nova chance de se firmar até como autônoma.   2000 – Volume sob controle Jennifer Aniston apostou na progressiva A essa altura a presença da mulher no mercado de trabalho já está consolidada e por causa do ritmo de vida acelerado, a ala feminina procura produtos cada vez mais eficazes e práticos. A praticidade do cabelo liso, sem volume ou rebeldia, impera e, no início de 2000, as mulheres encontram na escova progressiva a novidade que faltava para ter cabelos lisos e brilhantes por mais tempo (a atriz Jennifer Aniston apostou). No entanto, feita com formol, um ativo que causa diversos danos à saúde, a progressiva começou a dar lugar a alisamentos mais light. Em 2002, Embelleze lança Misuke, uma escova progressiva sem formol. No mesmo ano, também inicia a linha Novex (chocolate) baseada em food therapy, ou seja, trabalha com os benefícios dos alimentos para a beleza, um conceito que ganha força nesse período.     2012 – Cabeleireiros em alta   Entre 2008 e 2011 o mercado de beleza cresce consideravelmente no Brasil. O motivo é a boa onda econômica. Com a economia acelerada aumentam os gastos com cabeleireiro e isso explica o boom no número de salões que foram abertos formalmente ou em domicílio. Para atender aos profissionais exigentes é lançada a marca Embelleze Salon, com produtos profissionais de alto desempenho.     2014 – Resgate da beleza natural Zendaya Coleman  Por volta de 2010 começa um movimento de aceitação da beleza natural, sobretudo das mulheres com cabelo afro, que passam a se unir na decisão de parar de alisar os fios. A redescoberta das madeixas encaracoladas acontece com a transição capilar, um período em que a mulher deixa o cabelo natural crescer da raiz até que atinja um bom comprimento para o big chop —  o grande corte que tira toda a ponta lisa. Para ajudar quem decidiu voltar às origens (nem todas as mulheres aderiram, é verdade), a Embelleze lança uma família de produtos para cacheadas: Novex Meus Cachos. Nas passarelas do mundo da moda, a quebra dos padrões de beleza e aceitação da própria natureza também é valorizada. O marco desse movimento é a modelo canadense Chantelle Brown-Young, mais conhecida como Winnie Harlow, portadora de vitiligo, uma doença cutânea. Descoberta no Instagram em 2014 por uma top model, ela participou do programa America’s Next Top Model e já desfilou para grandes grifes, como Dior. Winnie Harlow e Oprah Winfrey: beleza natural     2019 – Mulheres influenciadoras  Mulheres reais e influenciadoras de beleza: Nanda Chaves, Andressa Ganacin e Ju Romano Em 50 anos de existência, a Embelleze nunca deixou de estudar o mercado para entender o que as mulheres querem e precisam para ficarem mais bonitas e se sentirem mais felizes. A valorização da diversidade da beleza da brasileira por seus produtos é à prova do tempo!
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados